Extensão universitária ganha função social

A partir de parceria do IFSP com o Fab Lab Livre SP e CCJ, foi realizado projeto de extensão universitária. Este, além de contar com aulas de marcenaria utilizando as técnicas de fabricação digital, também desenvolveu mobiliário para uso da comunidade e funcionários do Centro Cultural da Juventude na Vila Nova Cachoeirinha.

No dia 10 de março foram certificados os alunos e participantes do projeto. A iniciativa foi do professor Felipe Mujica, da Diretoria de Construção Civil do Campus São Paulo (DCC/SPO) do IFSP. O projeto teve início no final de 2017 com aulas do professor e dos técnicos Jesus Cavalcante e César Garcia. A partir das aulas, os alunos entraram em contato com a comunidade e as necessidades locais. Assim, puderam participar do projeto e construção das soluções.

“Quem participou do projeto pode aprender, desde entender a necessidade de um cliente, neste caso, os usuários do CCJ e o próprio CCJ, até como elaborar um projeto e a produção e fabricação de móveis, jogos, brinquedos e objetos em geral, aprendendo as técnicas de fabricação digital e marcenaria”, afirmou o professor.

Os princípios básicos deste projeto foram a integração entre a produção de conhecimento e a prática e a multiplicação deste conhecimento. Com o direcionamento social do atendimento de necessidades e demandas da comunidade local. Por isso, foi um projeto tão relevante para CCJ, IFSP, Fab Lab Livre SP, alunos, professores e usuários locais.

Veja aqui no site do Instituto Federal uma notícia completa sobre o projeto.

 

Fab Lab LIVRE SP proporciona inovação no carnaval do CCJ

As tecnologias da indústria 4.0 e os processos inovadores disponíveis no Fab Lab LIVRE SP têm sido a cada dia mais incorporados pela população e, especialmente, pelas comunidades do entorno dos laboratórios. Durante o carnaval, não poderia ser diferente. O carnaval de rua tem ganhado maior expressão e participação de paulistas nos últimos anos e, em 18 de fevereiro de 2018, o Bloco da Tia Ruth, bloco de carnaval de rua do Centro Cultural da Juventude, irá estrear.

O bloco reúne as principais frentes culturais do Centro Cultural e irá desfilar com instrumentos produzidos com as tecnologias da fabricação digital em parceria com o Fab Lab LIVRE SP. Ao longo de 2017, foram desenvolvidas várias oficinas, promovidas pelo CCJ e a equipe do Fab Lab Livre SP. Foram oficinas voltadas para experimentação e criação de instrumentos.

Destas oficinas, surgiram instrumentos inteiramente desenhados pelos usuários e pela equipe do laboratório. Estes foram recortados na máquina de corte a laser e montados com os equipamentos da marcenaria. Os instrumentos criados e produzidos digitalmente, além de serem de baixo custo, permitem uma sonoridade próxima a dos instrumentos usados pelas escolas de samba. O processo de produção de instrumentos saiu em notícias do Jornal SP Norte e do Bom Dia SP.

Confira as notícias:
https://www.jornalspnorte.com.br/folia-tech-bloco-de-rua-do-ccj-usa-instrumentos-criados-digitalmente/
https://globoplay.globo.com/v/6478730/

APRENDIZAGEM E INOVAÇÃO: ARTICULANDO ESCOLA E FABRICAÇÃO DIGITAL

Amanhã começa a realização do curso “Aprendizagem e Inovação: Articulando Escola e Fabricação Digital” em parceria entre a Secretaria Municipal de Educação, Secretaria Municipal de Inovação e Tecnologia e o ITS BRASIL.

O objetivo do curso é proporcionar a formação de professores da educação infantil, ensino fundamental e médio, que atuem na função de POIE. Eles devem conhecer e interagir com os recursos disponíveis nos laboratórios de fabricação digital. Para isto, serão utilizados os fab labs da rede pública Fab Lab Livre SP.

A formação destes professores também abre possibilidades de uso dos laboratórios, equipamentos e tecnologias no planejamento e ações pedagógicas. Os professores formados se tornam multiplicadores destas tecnologias nas escolas. Assim, abrem caminho para que crianças e jovens também tenham contato com este conhecimento.

– Conheça o Fab Lab Livre SP!

Segue o link para comunicado da Secretaria de Educação na página 49 do Diário Oficial da Cidade de São Paulo:

http://diariooficial.imprensaoficial.com.br/nav_v4/index.asp?c=1&e=20171025&p=1

Lançamento do Livro: Emprego Apoiado Abrindo Portas

O Instituto de Tecnologia Social – ITS BRASIL tem a alegria de convidar a todos para o lançamento do livro: Emprego Apoiado Abrindo Portas.

O livro traz a publicação dos resultados obtidos junto ao primeiro projeto de inserção da pessoa com deficiência no mercado de trabalho junto ao PRONAS/PcD por meio da metodologia do Emprego Apoiado.
É um momento de agradecer a todos os parceiros que contribuíram pela realização desse projeto e lutam por uma sociedade para todos.

O evento ocorrerá na quinta-feira, dia 21 de setembro de 2017, das 8h30 às 12h.

Informações

Programação:
8:30 – Cadastro e café
9:00 – Abertura
10:00 – Apresentação dos resultados PRONAS/PCD
10:20 – Apresentação do Livro
10:30 – Depoimentos de pessoas com deficiência inseridas pelo PRONAS/PcD, Familiares e Técnicos de Emprego Apoiado
11:30 – Apresentação das Empresas
12:00 – Encerramento

Local:
Auditório do Ministério do Trabalho
R Martins Fontes, 109 – Centro – São Paulo
Próximo ao metrô Anhangabaú
O evento contará com intérpretes de libras.

Maiores informações: tel.: (11) 3151-6499
Confirme presença pelos e-mails:
its@itsbrasil.org.br e vilma@itsbrasil.org.br

Cimentícios Heliópolis

Neste dia 06 de setembro de 2017 foi realizada a primeira oficina de formação técnica com o grupo que está sendo sensibilizado e envolvido no projeto Cimentícios Heliópolis no espaço do CEU Heliópolis.

O empreendimento faz parte do projeto de Inclusão Produtiva para pessoas em situação de vulnerabilidade social, muitas das quais fizeram ou fazem uso abusivo de substancias psicoativas. As pessoas envolvidas neste projeto são moradoras da comunidade do Helipa e algumas estão hospedadas no Hotel Social do antigo DBA que está localizado na região.

A proposta foi criada a partir de articulação e parceria entre o ITS Brasil, o Projeto Crescimento da Escola Politécnica da  USP, a UNAS – Associação de Moradores do Heliópolis, O Centro de Educação Unificado de Heliópolis- CEU Heliópolis, o Fab Lab Livre SP e o arquiteto Ruy Ohtake.

O ITS BRASIL assumiu a tarefa de fazer a coordenação executiva do projeto, auxiliar na mobilização comunitária para constituição do grupo, a  incubação, no que diz respeito à gestão do negócio e a viabilidade associativa do grupo, além da formação em temas ligados a cidadania e ao mundo do trabalho.

O projeto Crescimento da Escola Politécnica da Universidade de São Paulo assumiu a formação e acompanhamento técnico para a produção, o fornecimento de insumos necessários para a produção, a comercialização dos produtos por meio de seus parceiros e site, além do auxilio técnico na construção da lista de equipamentos necessários ao empreendimento.

A UNAS realizará as formações cidadãs e em economia solidária em conjunto com o ITS BRASIL e a mobilização comunitária para a constituição do grupo.

O CEU Heliópolis auxiliará na mobilização comunitária, na formação para a cidadania  e disponibilizará dois espaços na sua estrutura pelo período de onze meses, um para estoque de insumos e peças produzidas e outro para produção.

O Fab Lab Livre SP auxiliará na formação técnica para produção e disponibilizará seus laboratórios para a construção de formas, moldes e outros artigos necessários para a produção.

O arquiteto Ruy Ohtake desenvolverá o design de uma linha de produtos para o empreendimento, disponibilizará também o projeto de algumas peças da sua coleção e auxiliará na articulação com espaços para comercialização dos produtos.

Até o momento, foram realizadas três reuniões de articulação e planejamento na Poli USP, na UNAS e no CEU Heliópolis. A primeira reunião de sensibilização para o publico alvo do projeto Cimentícios Heliópolis ocorreu no dia 31 de agosto e a primeira oficina de formação técnica com o grupo no dia 06 de setembro.

Veja algumas fotos da sensibilização e da oficina:

 Foto mostra uma roda de mais de 40 pessoas em uma sala fechada durante a atividade de sensibilização.

Foto de um folheto explicando a oficina do dia 6 de setembro, explicando a atividade de moldagem de componentes cimentícios e a divisão de mesas para produção de 4 tipos de peças diferentes: revestimento, vasos, peça especial e moldagem livre.Foto mostra o conjunto de pessoas que trabalham com a mistura de cimento em duas mesas grandes.Foto mostra senhor despejando a mistura de cimento em forma de plástico junto a outras pessoas que participam do processo.Foto mostra conjunto de pessoas trabalhando com mistura de cimento e formas em mesa localizada no espaço do CEU. Foto de uma mesa de produção da oficina de moldagem. Há 7 pessoas no entorno e a mesa está na parte descoberta do CEU Heliópolis, com o prédio do CEU e o dia ensolarado ao fundo.Foto de um vaso de cimento feito por moldagem.

Cultura Maker em debate

Em junho, os Fab Labs Livres SP estarão em pauta no Centro de Pesquisa e Formação do Sesc São Paulo. Serão dois encontros sobre a Cultura Maker, em que se debaterá sobre novas práticas de criação e de produção, a concepção da Cultura Maker e suas reverberações sociais. Leia mais