Uma nova cadeira de rodas para Angélica

Maria Angélica, que tem deficiência física, foi inserida no mercado de trabalho pelo PRONAS/PcD em setembro de 2017. Ela foi contratada pela Empresário Cobrança e Gestão de Risco Ltda. como Operadora de telemarketing. Por meio da metodologia do Emprego Apoiado ela conseguiu enfim um trabalho, pois, na maioria das empresas não havia a acessibilidade arquitetônica necessária, uma vez que Maria Angélica é usuária de cadeira de rodas.

No último natal, foi surpreendida pelos companheiros de trabalho ao receber de presente uma nova cadeira de rodas. A sua havia quebrado no início de dezembro, o que a impediu de trabalhar por alguns dias, deixando-a muito incomodada em se ausentar do trabalho.

A Técnica de Emprego Apoiado Léa Mara, que acompanhou Maria Angélica em todo processo, escreveu um depoimento emocionante abaixo:

“Em Dezembro de 2017 Angélica precisou se ausentar do trabalho porque sua cadeira de rodas quebrou, impossibilitando sua locomoção.

Esta notícia mobilizou toda equipe de trabalho na empresa. Os colegas decidiram se unir com boa vontade, pesquisaram o preço e tipos de cadeiras de rodas, reuniram entre os colaboradores o valor e compraram uma cadeira nova sem a Angélica saber. Com a Surpresa pronta, a empresa cedeu um carro para buscar Angélica em sua residência para ir trabalhar. Chegando no trabalho, foi recebida pelo “Papai Noel” com uma cadeira de rodas novinha e linda – como ela mesma disse. Seus irmãos e sua mãe ficaram muito gratos com este gesto da equipe da empresa e a Angélica, ah, ela ficou tão tão feliz, agradeceu tanto, abençoou todo mundo e segue feliz seu caminho, sua vida, seu desenvolvimento profissional, sobre rodas novinhas numa cadeira super confortável. Querem saber? A Angélica vai aonde ela quiser. E sempre sorrindo!!!

Sucesso sempre para você Angélica, continue nos ensinando que a vida vale muito a pena.

Obrigada querida.”

Léa Mara do Nascimento

Veja as fotos:

ITS BRASIL inicia novos projetos de Emprego Apoiado

O ITS BRASIL está iniciando dois novos projetos de empregabilidade de pessoas com deficiência utilizando a metodologia do Emprego Apoiado. Além do projeto de São Paulo, agora teremos o projeto no ABC e Baixada Santista, também vinculados ao PRONAS/PCD – Programa Nacional de Apoio à Atenção à Saúde da Pessoa com Deficiência, do Ministério da Saúde do Governo Federal.

Antes de iniciar o trabalho, a equipe dos projetos ABC Santo André, São Bernardo e Mauá, e Baixada Santista, Cubatão e Guarujá passou por uma capacitação. A formação dos TEAS  aconteceu no início de janeiro na sede do ITS BRASIL e na instituição parceira APABB.

As atividades contaram com cerca de 28 pessoas com as mais diversas formações que residem nestes municípios, e agora vão aplicar a metodologia do EA para a inserção de pessoas com deficiência no mercado de trabalho formal.

Durante estes dias, os profissionais que já coordenam outros projetos de Emprego Apoiado pelo ITS BRASIL (e irão coordenar os novos projetos também) apresentaram a metodologia do Emprego Apoiado. Utilizaram estratégias como dinâmicas de grupo, debates e apresentações, sempre buscando demonstrar a realidade do segmento das pessoas com deficiência em relação ao emprego formal.

Embora este período de preparação tenha sido intenso, os técnicos de emprego apoiado afirmaram que foi muito produtivo e estão prontos para iniciar seu trabalho. Camila Vaz, uma das novas TEAS, afirmou que o treinamento “colaborou na construção do saber já adquirido na prática com o saber teórico ao nos inundar de informações de suma importância para compreender a luta na aquisição de direitos para a população com deficiência.” Jéssica afirma ainda que “todo conhecimento compartilhado conosco será aplicado diariamente em cada acompanhamento. Foi um treinamento dinâmico e mesmo com o curto tempo possibilitou assimilar as informações e métodos.”

Veja o registro do treinamento:

Lei de Cotas completa 26 anos

Há 26 anos foi criada a LEI Nº 8.213. Trata-se da lei de cotas para contratação de Pessoas com Deficiência, que cria cotas mínimas de contratação para empresas com mais de 100 funcionários.

Apesar da lei existir a 26 anos, são poucas as empresas que conseguiram cumprir integralmente a cota de contratação. O cumprimento da lei exige também transformação de convenções e superação de barreiras e preconceitos por muito tempo perpetuados. Por isso, a fiscalização ainda é o maior mobilizador da ação efetiva pela inclusão. Apesar disto, muitas empresas ainda preferem pagar as multas decorrentes do não cumprimento da lei a se modificarem.

Assim, se faz fundamental a existência desta legislação para garantia do acesso das pessoas com deficiência ao mercado de trabalho, pois sem ela, dificilmente este direito seria uma prioridade para as empresas no Brasil. Foi a partir da criação da lei, portanto, que as pessoas com deficiência começaram a ter acesso ao trabalho remunerado.

Além da legislação, é importante a atuação de instituições, como a do ITS BRASIL, que através de projetos de Emprego Apoiado procura sensibilizar a sociedade – empresas, pessoas com deficiência e familiares e gestores públicos – para as verdadeiras barreiras que impedem a inclusão e desenvolvimento pleno dos potenciais das pessoas com deficiência.

Participação das pessoas com deficiência

Recentemente, em 2015, tivemos promulgada a LBI – Lei Brasileira da Inclusão, que traz a seguinte definição de “pessoa com deficiência”:

“Considera-se pessoa com deficiência aquela que tem impedimento de longo prazo de natureza física, mental, intelectual ou sensorial, o qual, em interação com uma ou mais barreiras, pode obstruir sua participação plena e efetiva na sociedade em igualdade de condições com as demais pessoas.”

As barreiras que impedem ou dificultam a participação das pessoas com deficiência são externas e de responsabilidade social. Ou seja, a sociedade é que tem de modificar-se e adaptar para possibilitar a participação plena e igualitária de todos.

A luta pela inclusão das pessoas com deficiência tem muito mais de 26 anos e ainda temos muito que avançar. Avançamos juntos! Por isso convidamos todos a conhecerem nosso projeto de inclusão através da metodologia do Emprego Apoiado e envolverem-se nesta luta!

itsbrasil.org.br/experiencias/projetos/emprego-apoiado/