Oficina de Fabricação Digital com alunos do NAISPD Itaquera

Oficina temática na rede Fab Lab LIVRE SP

O laboratório de Itaquera está recebendo hoje, para oficina, um grupo de pessoas com deficiência intelectual e Síndrome de Down. A visita foi agendada pelo NAISPD de Itaquera para apresentar o a fabricação digital em uma oficina temática.

O Núcleo de Apoio à Inclusão Social para pessoas com deficiência tem por finalidade a garantia de direitos, o desenvolvimento de mecanismos para a inclusão social, a equiparação de oportunidades e a participação das pessoas com deficiência, a partir de suas necessidades individuais e sociais.

Os laboratórios de fabricação digital trabalham com a cultura do “faça você mesmo”. Esta cultura estimula a autonomia e o aprendizado criativo. A partir da experiência prática, de erros e acertos, os alunos são parte ativa das oficinas e de seu aprendizado. O técnico orienta as aulas e os projetos de usuários dos laboratórios, mas o estímulo para aprender vem das descobertas e do desenvolvimento pessoal do usuário ao longo das atividades.

A oficina de hoje foi voltada à fabricação de sinos de vento. Foi realizada uma oficina de introdução ao corte a laser com objeto definido para produção. De início, foi feita a introdução ao uso da máquina de corte a laser para fabricar a estrutura. Depois, o sino foi finalizado com a pintura dos fios e a montagem das peças pelos alunos.

Conheça todos os cursos do Fab Lab LIVRE SP: http://fablablivresp.art.br/calendario/mes

Veja aqui as fotos:

Registro – Emprego Apoiado Abrindo Portas

Em 21 de setembro de 2017, realizamos o evento para lançamento do livro “Emprego Apoiado Abrindo Portas”, no auditório da Superintendência Regional do Trabalho e Emprego do Estado de São Paulo.

Vilma Roberto, coordenadora do projeto PRONAS/PcD – Emprego Apoiado, conduziu o evento. Na abertura, frisou a relevância em realizar um evento no dia nacional de Luta da Pessoa Portadora de Deficiência, apresentando a necessidade de comemorar e refletir sobre as barreiras que as pessoas com deficiência enfrentam e o papel de todos em resolver estas barreiras, em uma sociedade que busca a inclusão.

Na abertura falaram José Carlos Carmo, do Ministério do Trabalho; Marinalva Cruz, da Secretaria da Pessoa com Deficiência do Município de São Paulo e Suely Ferreira, gerente executiva do ITS BRASIL, acompanhada posteriormente de Pasqualina Jacomaci, presidente do ITS BRASIL.

Na sequência, Jesus Carlos, do ITS BRASIL, apresentou os resultados do projeto ressaltando o aumento da qualidade de vida das pessoas com deficiência e sua satisfação com o emprego e mudanças após a inserção no mercado de trabalho e também a satisfação e mudanças positivas nas empresas que recebem as pessoas inseridas pela metodologia do emprego apoiado.

As falas apresentaram questões importantes para seguimento do projeto e ampliação de seu alcance. Percebe-se, pela postura da maioria das empresas e negligência ainda recorrente à Lei de Cotas, que a barreira principal para exclusão das pessoas com deficiência, ainda é a barreira atitudinal.

Por outro lado, o emprego apoiado atua como instrumento para que a pessoa com deficiência possa ser inserida e enxergada pelo mercado de trabalho. Neste sentido, o livro lançado servirá para difundir o Emprego Apoiado e seus resultados e ajudará a ampliar a inserção de pessoas com deficiência.

O evento teve momento muito importante de fala de pessoas cujos casos de inserção estão relatados no livro. Foi um momento de compartilhamento de suas impressões e avaliação sobre o processo de inserção pela visão do usuário da metodologia do EA. Todos ressaltaram os resultados positivos, especialmente os frutos e conquistas obtidas após a inserção no mercado de trabalho.

Em seguida, representantes de empresas parceiras do projeto abordaram a necessidade de ampliar a inclusão,influenciar outras empresas a empregar pessoas com deficiência independentemente de cotas e a necessidade de expansão do Emprego Apoiado a nível nacional.

Falaram Kátia, da Riachuelo; Leandro, da empresa Manserv; Núbia representando a IBM; Dirceu pela BoaVista, Fernanda do grupo RD (RaiaDrogasil) e Renata da empresa Plural.
Falam do impacto positivo do projeto dentro das próprias empresas e nos gestores, com a sensibilização promovida pelas técnicas e a partir dos próprios resultados do projeto, mencionam que o emprego apoiado contrapõe o olhar para o indivíduo, atuando com as adequações personalizadas mediante a necessidade apresentada, tratando-se de um trabalho diferenciado prestado junto às empresas.

O evento foi finalizado com a reafirmação do comprometimento dos presentes em trabalhar pela inclusão e igualdade de direitos.

Veja a nossa galeria de fotos: