O Instituto Sociedade, População e Natureza promove
desenvolvimento socioeconômico de comunidades tradicionais, agricultores familiares e assentados no cerrado.
O ISPN valoriza projetos com tecnologias sociais transmitidas através de gerações que se mesclaram nessa região central, englobando diversos Estados. Este centro de pesquisa e documentação independente garante apoio técnico e valoriza conhecimentos de comunidades que aprenderam a conviver em harmonia com esse bioma pouco conhecido no Brasil, mas rico de saberes e sabores.

O ISPN coordena o Programa de Pequenos Projetos Ecossociais (PPP-ECOS), do Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD). Entre os beneficiados está a Central do Cerrado, que congrega 35 organizações comunitárias que desenvolvem atividades produtivas a partir do uso sustentável da biodiversidade do cerrado.

O conhecimento dessas comunidades sobre a manipulação dessa riqueza natural se constitui em um importante patrimônio cultural. Em todo o processo de utilização dessa riqueza a tecnologia social ancestral vem garantindo a preservação dessa diversidade de espécies. A contribuição do ISPN para a troca de experiências dessas comunidades e o registro dos conhecimentos seculares tem sido fundamental para fortalecer um modelo em contraposição ao das monoculturas que avassalam a região.

Voltar