Dia de doar

Hoje é #diadedoar!

O Dia de Doar é uma campanha para promover a solidariedade e a cultura de doação no país. É um movimento, uma ação nacional para termos um país mais generoso e solidário, e que neste ano está sendo realizada hoje, no dia 28 de novembro.

O #diadedoar foi realizado no Brasil pela primeira vez em 2013, e sua origem é os Estados Unidos, onde começou em 2012. Hoje é uma campanha mundial, com mais de 35 países oficialmente participando.

Participe também!

Faça sua doação e contribua para a ação de importantes instituições no país!

O ITS BRASIL também aceita doações on-line. Veja como doar em nosso site: itsbrasil.org.br/doe

Fórum Internacional de Tecnologia Social

Nesta semana, nos dias 21/11 e 22/11, aconteceu em Brasília o Fórum Internacional de Tecnologia Social, que discutiu colaboração, perspectivas e caminhos para a Tecnologia Social. O evento foi realizado pela Fundação Banco do Brasil com curadoria do ITS BRASIL.

O Fórum reuniu pesquisadores, especialistas, integrantes do poder público e representantes das 21 iniciativas finalistas do Prêmio Fundação BB, além de entidades certificadas em premiações anteriores. Além da responsabilidade pela curadoria, a equipe do ITS BRASIL esteve presente para acompanhar e participar das palestras e oficinas.

As tecnologias sociais premiadas foram:

Categoria Agroecologia Rede de Agroecologia:
Povos da Mata (Bahia)

Categoria Água e/ou Meio Ambiente:
Dessalinizadores Solar (Paraíba)

Categoria – Cidades Sustentáveis e/ou Inovação Digital:
Poste de Luz Solar – Litro de Luz Brasil (São Paulo)

Categoria Economia Solidária:
Rede Bodega de Comercialização Solidária de Fortaleza (Ceará)

Categoria Educação:
Fast Food da Política (São Paulo)

Categoria Saúde e Bem-Estar:
Uma Sinfonia Diferente, de Brasília (DF)

Categoria Internacional:
Caminos de la Villa (Argentina)

O projeto ganhador da Categoria Educação – Fast Food da Política – foi construído também nos laboratórios da rede FAB LAB LIVRE SP, gerida pelo ITS BRASIL em parceria com a PMSP. É um projeto que se propõe a promover os conhecimentos sobre as regras do jogo político favorecendo uma sociedade mais participativa e consciente das suas responsabilidades.

Parabenizamos as criadoras do projeto Fast Food da Política e todos os projetos premiados, assim como as 173 tecnologias sociais certificadas esse ano, que passaram a integrar o Banco de Tecnologias Sociais da Fundação Banco do Brasil.

Veja fotos de registro do evento:

Novos projetos

O ITS BRASIL vai iniciar dois novos projetos de empregabilidade de pessoas com deficiência. Para montar as novas equipes, foi contratado um processo de recrutamento.
Os profissionais serão recrutados para exercer a função de técnicos de emprego apoiado para o programa da baixada santista e para o programa do ABC paulista.
Os profissionais deverão ser formados em psicologia, serviço social, terapia ocupacional, fisioterapia, administração de recursos humanos e áreas afins com preferência para profissionais residentes nas áreas de atendimento do projeto. 
 
Os currículos e dúvidas devem ser enviados para siqueiraozias@gmail.com. 

APRENDIZAGEM E INOVAÇÃO: ARTICULANDO ESCOLA E FABRICAÇÃO DIGITAL

Amanhã começa a realização do curso “Aprendizagem e Inovação: Articulando Escola e Fabricação Digital” em parceria entre a Secretaria Municipal de Educação, Secretaria Municipal de Inovação e Tecnologia e o ITS BRASIL.

O objetivo do curso é proporcionar a formação de professores da educação infantil, ensino fundamental e médio, que atuem na função de POIE. Eles devem conhecer e interagir com os recursos disponíveis nos laboratórios de fabricação digital. Para isto, serão utilizados os fab labs da rede pública Fab Lab Livre SP.

A formação destes professores também abre possibilidades de uso dos laboratórios, equipamentos e tecnologias no planejamento e ações pedagógicas. Os professores formados se tornam multiplicadores destas tecnologias nas escolas. Assim, abrem caminho para que crianças e jovens também tenham contato com este conhecimento.

– Conheça o Fab Lab Livre SP!

Segue o link para comunicado da Secretaria de Educação na página 49 do Diário Oficial da Cidade de São Paulo:

http://diariooficial.imprensaoficial.com.br/nav_v4/index.asp?c=1&e=20171025&p=1

Debate: Mulheres e lutas na periferia de SP

Fotos do Debate: Mulheres e lutas na periferia de SP

Relato

Este importante debate aconteceu no dia 04 de outubro na livraria Tapera Taperá. Esteve presente Irma Passoni, militante do MCV e de outras movimentos populares nos anos 1970, ex-deputada estadual pelo MDB (1979-82) e federal pelo PT (1983-95) e fundadora do Instituto de Tecnologia Social.

Além de Irma Passoni, estiveram no debate Natália Szermeta – Coordenadora do MTST, em São Paulo, Alana Moraes – Doutoranda pelo Museu Nacional/UFRJ que compõe o Urucum Pesquisa-Luta e Thiago Monteiro – Mestre em História Social pela USP, autor do livro “Como pode um povo vivo viver nesta carestia: o Movimento do Custo de Vida em São Paulo (1973-1982)”.

A história das lutas do Movimento do Custo de Vida aborda experiências fundamentais para a fundação e existência do ITS BRASIL.

Registro – Emprego Apoiado Abrindo Portas

Em 21 de setembro de 2017, realizamos o evento para lançamento do livro “Emprego Apoiado Abrindo Portas”, no auditório da Superintendência Regional do Trabalho e Emprego do Estado de São Paulo.

Vilma Roberto, coordenadora do projeto PRONAS/PcD – Emprego Apoiado, conduziu o evento. Na abertura, frisou a relevância em realizar um evento no dia nacional de Luta da Pessoa Portadora de Deficiência, apresentando a necessidade de comemorar e refletir sobre as barreiras que as pessoas com deficiência enfrentam e o papel de todos em resolver estas barreiras, em uma sociedade que busca a inclusão.

Na abertura falaram José Carlos Carmo, do Ministério do Trabalho; Marinalva Cruz, da Secretaria da Pessoa com Deficiência do Município de São Paulo e Suely Ferreira, gerente executiva do ITS BRASIL, acompanhada posteriormente de Pasqualina Jacomaci, presidente do ITS BRASIL.

Na sequência, Jesus Carlos, do ITS BRASIL, apresentou os resultados do projeto ressaltando o aumento da qualidade de vida das pessoas com deficiência e sua satisfação com o emprego e mudanças após a inserção no mercado de trabalho e também a satisfação e mudanças positivas nas empresas que recebem as pessoas inseridas pela metodologia do emprego apoiado.

As falas apresentaram questões importantes para seguimento do projeto e ampliação de seu alcance. Percebe-se, pela postura da maioria das empresas e negligência ainda recorrente à Lei de Cotas, que a barreira principal para exclusão das pessoas com deficiência, ainda é a barreira atitudinal.

Por outro lado, o emprego apoiado atua como instrumento para que a pessoa com deficiência possa ser inserida e enxergada pelo mercado de trabalho. Neste sentido, o livro lançado servirá para difundir o Emprego Apoiado e seus resultados e ajudará a ampliar a inserção de pessoas com deficiência.

O evento teve momento muito importante de fala de pessoas cujos casos de inserção estão relatados no livro. Foi um momento de compartilhamento de suas impressões e avaliação sobre o processo de inserção pela visão do usuário da metodologia do EA. Todos ressaltaram os resultados positivos, especialmente os frutos e conquistas obtidas após a inserção no mercado de trabalho.

Em seguida, representantes de empresas parceiras do projeto abordaram a necessidade de ampliar a inclusão,influenciar outras empresas a empregar pessoas com deficiência independentemente de cotas e a necessidade de expansão do Emprego Apoiado a nível nacional.

Falaram Kátia, da Riachuelo; Leandro, da empresa Manserv; Núbia representando a IBM; Dirceu pela BoaVista, Fernanda do grupo RD (RaiaDrogasil) e Renata da empresa Plural.
Falam do impacto positivo do projeto dentro das próprias empresas e nos gestores, com a sensibilização promovida pelas técnicas e a partir dos próprios resultados do projeto, mencionam que o emprego apoiado contrapõe o olhar para o indivíduo, atuando com as adequações personalizadas mediante a necessidade apresentada, tratando-se de um trabalho diferenciado prestado junto às empresas.

O evento foi finalizado com a reafirmação do comprometimento dos presentes em trabalhar pela inclusão e igualdade de direitos.

Veja a nossa galeria de fotos:

Lançamento do Livro: Emprego Apoiado Abrindo Portas

O Instituto de Tecnologia Social – ITS BRASIL tem a alegria de convidar a todos para o lançamento do livro: Emprego Apoiado Abrindo Portas.

O livro traz a publicação dos resultados obtidos junto ao primeiro projeto de inserção da pessoa com deficiência no mercado de trabalho junto ao PRONAS/PcD por meio da metodologia do Emprego Apoiado.
É um momento de agradecer a todos os parceiros que contribuíram pela realização desse projeto e lutam por uma sociedade para todos.

O evento ocorrerá na quinta-feira, dia 21 de setembro de 2017, das 8h30 às 12h.

Informações

Programação:
8:30 – Cadastro e café
9:00 – Abertura
10:00 – Apresentação dos resultados PRONAS/PCD
10:20 – Apresentação do Livro
10:30 – Depoimentos de pessoas com deficiência inseridas pelo PRONAS/PcD, Familiares e Técnicos de Emprego Apoiado
11:30 – Apresentação das Empresas
12:00 – Encerramento

Local:
Auditório do Ministério do Trabalho
R Martins Fontes, 109 – Centro – São Paulo
Próximo ao metrô Anhangabaú
O evento contará com intérpretes de libras.

Maiores informações: tel.: (11) 3151-6499
Confirme presença pelos e-mails:
its@itsbrasil.org.br e vilma@itsbrasil.org.br

Cimentícios Heliópolis

Neste dia 06 de setembro de 2017 foi realizada a primeira oficina de formação técnica com o grupo que está sendo sensibilizado e envolvido no projeto Cimentícios Heliópolis no espaço do CEU Heliópolis.

O empreendimento faz parte do projeto de Inclusão Produtiva para pessoas em situação de vulnerabilidade social, muitas das quais fizeram ou fazem uso abusivo de substancias psicoativas. As pessoas envolvidas neste projeto são moradoras da comunidade do Helipa e algumas estão hospedadas no Hotel Social do antigo DBA que está localizado na região.

A proposta foi criada a partir de articulação e parceria entre o ITS Brasil, o Projeto Crescimento da Escola Politécnica da  USP, a UNAS – Associação de Moradores do Heliópolis, O Centro de Educação Unificado de Heliópolis- CEU Heliópolis, o Fab Lab Livre SP e o arquiteto Ruy Ohtake.

O ITS BRASIL assumiu a tarefa de fazer a coordenação executiva do projeto, auxiliar na mobilização comunitária para constituição do grupo, a  incubação, no que diz respeito à gestão do negócio e a viabilidade associativa do grupo, além da formação em temas ligados a cidadania e ao mundo do trabalho.

O projeto Crescimento da Escola Politécnica da Universidade de São Paulo assumiu a formação e acompanhamento técnico para a produção, o fornecimento de insumos necessários para a produção, a comercialização dos produtos por meio de seus parceiros e site, além do auxilio técnico na construção da lista de equipamentos necessários ao empreendimento.

A UNAS realizará as formações cidadãs e em economia solidária em conjunto com o ITS BRASIL e a mobilização comunitária para a constituição do grupo.

O CEU Heliópolis auxiliará na mobilização comunitária, na formação para a cidadania  e disponibilizará dois espaços na sua estrutura pelo período de onze meses, um para estoque de insumos e peças produzidas e outro para produção.

O Fab Lab Livre SP auxiliará na formação técnica para produção e disponibilizará seus laboratórios para a construção de formas, moldes e outros artigos necessários para a produção.

O arquiteto Ruy Ohtake desenvolverá o design de uma linha de produtos para o empreendimento, disponibilizará também o projeto de algumas peças da sua coleção e auxiliará na articulação com espaços para comercialização dos produtos.

Até o momento, foram realizadas três reuniões de articulação e planejamento na Poli USP, na UNAS e no CEU Heliópolis. A primeira reunião de sensibilização para o publico alvo do projeto Cimentícios Heliópolis ocorreu no dia 31 de agosto e a primeira oficina de formação técnica com o grupo no dia 06 de setembro.

Veja algumas fotos da sensibilização e da oficina:

 Foto mostra uma roda de mais de 40 pessoas em uma sala fechada durante a atividade de sensibilização.

Foto de um folheto explicando a oficina do dia 6 de setembro, explicando a atividade de moldagem de componentes cimentícios e a divisão de mesas para produção de 4 tipos de peças diferentes: revestimento, vasos, peça especial e moldagem livre.Foto mostra o conjunto de pessoas que trabalham com a mistura de cimento em duas mesas grandes.Foto mostra senhor despejando a mistura de cimento em forma de plástico junto a outras pessoas que participam do processo.Foto mostra conjunto de pessoas trabalhando com mistura de cimento e formas em mesa localizada no espaço do CEU. Foto de uma mesa de produção da oficina de moldagem. Há 7 pessoas no entorno e a mesa está na parte descoberta do CEU Heliópolis, com o prédio do CEU e o dia ensolarado ao fundo.Foto de um vaso de cimento feito por moldagem.

Artia V. – Interface Assistiva

Compartilhamos com todos um importante projeto de tecnologia assistiva que está precisando de apoio para seu desenvolvimento, divulgação e expansão. O projeto da interface Artia V está em desenvolvimento na UNESP desde 2015, dentro do grupo GIIP e agora está com uma campanha de financiamento coletivo aberta.

Esse financiamento é para o projeto como um todo, porém o foco inicial será na produção de um espetáculo de dança.Para exemplificar como a interface funciona, realizarão na UNESP um espetáculo de dança, inédito, com duas pessoas com severa incapacidade de movimentos e de fala, dois bailarinos e um artista performático. No espetáculo serão utilizadas as interfaces assistivas que levarão à exposição, entre elas a ARTIA.V

Para apoiar, é só acessar este link: http://www.juntos.com.vc/pt/arteolhos

A interface, aliada às novas tecnologias, auxilia pessoas com severas limitações corporais a se expressarem mais facilmente. Pessoas que não possuem movimentos e nem capacidade de fala poderão fazer e ensinar artes com os olhos (plásticas: de desenho à escultura; cênicas: teatro dança e performance; e musicais: trilhas e composição em tempo real e música experimental).
Além de ser uma importante tecnologia por seu viés inclusivo, é uma tecnologia desenvolvida com o propósito da apropriação e reaplicação. O grupo pretende em breve poder distribuir modelos e aplicar workshops para ensinar associações assistenciais e familiares a construir iguais.

Conheça mais sobre este projeto:
Facebook – https://www.facebook.com/fazendoartecomosolhos
Site – http://giip-interfaces.wixsite.com/home

Lei de Cotas completa 26 anos

Há 26 anos foi criada a LEI Nº 8.213. Trata-se da lei de cotas para contratação de Pessoas com Deficiência, que cria cotas mínimas de contratação para empresas com mais de 100 funcionários.

Apesar da lei existir a 26 anos, são poucas as empresas que conseguiram cumprir integralmente a cota de contratação. O cumprimento da lei exige também transformação de convenções e superação de barreiras e preconceitos por muito tempo perpetuados. Por isso, a fiscalização ainda é o maior mobilizador da ação efetiva pela inclusão. Apesar disto, muitas empresas ainda preferem pagar as multas decorrentes do não cumprimento da lei a se modificarem.

Assim, se faz fundamental a existência desta legislação para garantia do acesso das pessoas com deficiência ao mercado de trabalho, pois sem ela, dificilmente este direito seria uma prioridade para as empresas no Brasil. Foi a partir da criação da lei, portanto, que as pessoas com deficiência começaram a ter acesso ao trabalho remunerado.

Além da legislação, é importante a atuação de instituições, como a do ITS BRASIL, que através de projetos de Emprego Apoiado procura sensibilizar a sociedade – empresas, pessoas com deficiência e familiares e gestores públicos – para as verdadeiras barreiras que impedem a inclusão e desenvolvimento pleno dos potenciais das pessoas com deficiência.

Participação das pessoas com deficiência

Recentemente, em 2015, tivemos promulgada a LBI – Lei Brasileira da Inclusão, que traz a seguinte definição de “pessoa com deficiência”:

“Considera-se pessoa com deficiência aquela que tem impedimento de longo prazo de natureza física, mental, intelectual ou sensorial, o qual, em interação com uma ou mais barreiras, pode obstruir sua participação plena e efetiva na sociedade em igualdade de condições com as demais pessoas.”

As barreiras que impedem ou dificultam a participação das pessoas com deficiência são externas e de responsabilidade social. Ou seja, a sociedade é que tem de modificar-se e adaptar para possibilitar a participação plena e igualitária de todos.

A luta pela inclusão das pessoas com deficiência tem muito mais de 26 anos e ainda temos muito que avançar. Avançamos juntos! Por isso convidamos todos a conhecerem nosso projeto de inclusão através da metodologia do Emprego Apoiado e envolverem-se nesta luta!

itsbrasil.org.br/experiencias/projetos/emprego-apoiado/