Mulheres constituintes são homenageadas com o Diploma Bertha Lutz

Homenagem

Na manhã de hoje, dia 07 de março, no calendário comemorativo de homenagem às mulheres, o Senado Federal entregou o Diploma Bertha Lutz às 26 mulheres constituintes que foram eleitas e participaram da elaboração da Constituição de 1988, que completa 30 anos neste ano. Entre as 26 mulheres, Irma Passoni, uma das fundadoras do ITS BRASIL, foi homenageada também nesta manhã.

O Senado Federal entrega anualmente o Diploma Bertha Lutz a personalidades que tenham oferecido contribuição relevante à defesa dos direitos da mulher e questões do gênero no Brasil. É muito importante ter no Instituto pessoa tão comprometida e que continua contribuindo com a defesa dos direitos humanos e da igualdade de direitos para todos, como a professora Irma.

Apelidadas pela imprensa e políticos na época de “Lobby do Batom”, as 26 ex-deputadas foram fundamentais ao processo de elaboração da Constituição – algumas destas chegaram a apresentar mais de 200 emendas à Constituição – e são responsáveis por garantir a igualdade de direitos entre homens e mulheres no Brasil.

A bancada de senadoras ressaltou no ofício em que pediram a homenagem: “as parlamentares se destacaram pela considerável apresentação de emendas e contribuíram de forma significativa como vanguarda na formulação da Carta Magna, documento norteador do processo de redemocratização do Estado brasileiro. Os avanços obtidos pelas mulheres nos últimos anos tem, sem dúvida, a marca dessas bravas mulheres”.

Apesar deste reconhecimento, a representação da mulher na política ainda é minoritária. Durante a solenidade, o presidente do senado, Eunício Oliveira, afirmou que participação das mulheres na política ainda é insatisfatória. Hoje, a participação de mulheres nas bancadas é de cerca de 5%, muito abaixo de sua porcentagem na população.

Homenageadas

Entre as homenageadas, estão as atuais senadoras Lídice da Mata (PSB-BA), Lúcia Vânia (PSB-GO) e Rose de Freitas (PMDB-ES), além da deputada federal Benedita da Silva (PT-RJ). Também receberão o diploma as constituintes Anna Maria Rattes (RJ), Beth Azize (AM), Bete Mendes (SP), Eunice Michiles (AM), Irma Passoni (SP), Lúcia Braga (PB), Maria de Lourdes Abadia (DF). Maria Lúcia de Mello Araújo (AC), Marluce Pinto (RR), Moema São Thiago (CE), Myriam Portella (PI), Raquel Cândido (RO), Raquel Capiberibe (AP), Rita Camata (ES), Sadie Hauache (AM), Sandra Cavalcanti (RJ). E, in Memoriam: Abigail Feitosa (BA), Cristina Tavares (PE), Dirce Tutu Quadros (SP), Márcia Kubitschek (DF), Rita Furtado (RO); Wilma de Faria (RN).

Veja a notícia do Senado e vídeos da solenidade:
https://www12.senado.leg.br/noticias/materias/2018/03/06/diploma-bertha-lutz-reconhece-importancia-da-bancada-feminina-na-constituinte

 

 

Gênero, Igualdade e Políticas Públicas

No dia 1 de março de 2018 o Ministério Público de São Paulo iniciou processo de articulação de grupos, entidades e mulheres numa primeira escuta. A roda de conversa teve como tema central: Gênero, Igualdades e Políticas Públicas.

Estiveram presentes mais de 70 entidades, instituições, movimentos sociais e representantes dos órgãos oficiais do governo do Estado e Municipal. A intenção do evento foi criar modo de análise e verificação das políticas existentes e formulação de novas políticas em questões de gênero.

A manhã de diálogo foi pautada por três mesas:

– Participação e Representatividade da Mulher na Política
– Violência, Assédio e Saúde da Mulher
– Autonomia e Educação para a Igualdade

Presença do ITS BRASIL

Irma Passoni, uma das fundadoras do ITS BRASIL, teve importante participação na primeira mesa. A professora e ex-deputada, resgatou a luta das mulheres por direitos desde o século XX. Falou sobre a luta das mulheres em São Paulo, desde sua organização em comissões de bairro nas lutas contra a carestia, por creches, escolas, moradia, e, mais tarde, pelas eleições diretas e na elaboração da Constituição. Mostrou a importância da luta das mulheres para garantir a igualdade de direitos entre mulheres e homens.

Nesta mesa, também falaram Leci Brandão e Juliana Cardoso, que exercem atualmente mandatos no legislativo Estadual e Municipal, respectivamente. Falaram sobre suas experiências e as barreiras que são impostas às mulheres para sua eleição e execução de seu mandato e, principalmente, sobre a barreira que é imposta às discussões de gênero.

As mesas seguiram com a discussão sobre Violência, Assédio e Saúde da Mulher, colocada por um viés não só médico e biológico, mas também social. A mesa foi mediada pela Dra. Carmen Lucia Albuquerque De Santana, psiquiatra e professora da Universidade Federal do Estado de São Paulo e atualmente conselheira do ITS BRASIL. A terceira e última mesa pautou a questão da educação. Mais tarde, houve uma Parte II de Divulgação do Relatório Raio-x do Feminicídio.

Plano de ação

A partir do registro das discussões e material escrito, o MPSP vai elaborar plano de ação para enfrentamento da igualdade de gênero e, no segundo semestre de 2018, realizará novo evento para avanço nas propostas.

Acreditamos que a transformação social deve partir da cidadania e da participação democrática, do diálogo entre saberes populares e técnicos para a garantia de igualdade e da inclusão social. Assim, saudamos a iniciativa do MPSP.

O evento foi gravado ao vivo e está disponível na página do Ministério do Trabalho: https://www.facebook.com/pg/mpsp.oficial/posts/

Veja aqui algumas fotos de registro:

 

 

A inclusão social de pessoas com deficiência

Conceito de Deficiência

Pessoas com deficiência são aquelas que têm impedimentos de longo prazo de natureza física, mental, intelectual ou sensorial, os quais, em interação com diversas barreiras, podem obstruir sua participação plena e efetiva na sociedade em igualdade de condições com as demais pessoas.1

É necessário relembrar que a deficiência é um conceito em evolução e hoje é compreendida como expressão da diversidade humana e uma consequência da relação da condição física, sensorial, intelectual e mental das pessoas com o ambiente, o sistema e a sociedade.

A partir deste conceito é que podemos pensar uma sociedade inclusiva e ações que podem auxiliar no processo de eliminação de barreiras para criar condições menos desiguais de vida e vivência para as pessoas com deficiência.

Superação de barreiras

Além de legislação específica para garantia de direitos, da dignidade e liberdade das pessoas com deficiência, há muitas ações de visibilidade e apoio que podem ser implementadas.

Estas ações vêm se multiplicando pela ação de Instituições e órgãos governamentais, principalmente. O ITS BRASIL também atua visando a elaboração de políticas públicas estruturais de garantia de direitos das pessoas com deficiência, principalmente através de projetos exemplares de Emprego Apoiado com o uso de metodologias que enfocam as capacidades e potenciais das pessoas com deficiência.

Hoje, o debate sobre a deficiência e a necessidade de mobilização da sociedade para superar barreiras está se ampliando. Isto ocorre por estas ações e pelos avanços conquistados através da luta das pessoas com deficiência. As propostas e projetos que contribuem para este debate devem ser ressaltadas e compartilhadas ao máximo para ampliar seu alcance.

“O futuro que queremos”

“O futuro que queremos” é um projeto recente que ressalta a importância dos apoios e boas práticas de inclusão de. A série foi produzida pela Organização Internacional do Trabalho e pelo Ministério Público do Trabalho para a internet. Os 8 episódios da série podem ser encontrados no YouTube e Facebook da OIT.

Deixamos aqui o primeiro episódio, mas vale a pena assistir a séria completa e compartilhar!

“O Futuro que Queremos: trabalho decente e inclusão de pessoas com deficiência” é uma série documental produzida para a internet pela OIT e pelo MPT, com oito episódios que mostram boas práticas de inclusão de pessoas com deficiências diversas no mundo do trabalho, em diferentes contextos no Brasil. Cada episódio apresenta personagens que abriram sua rotina de trabalho ou estudo para mostrar que a inclusão é possível em qualquer situação e que as limitações estão na sociedade, e não nas pessoas. O 1º episódio da série conta a história de Joemerson, um jovem estudante da cidade de Coaraci, na Bahia.

_______

1. Decreto no 6.949, de 25 de agosto de 2009. Promulga a Convenção Internacional sobre os Direitos das Pessoas com Deficiência e seu Protocolo Facultativo. Assinados em Nova York, em 30 de março de 2007.

Nova certificação do ITS BRASIL – Selo DOAR

O ITS Brasil foi aprovado no processo de Certificação do Selo Doar com conceito A. Passamos a contar com o Selo Doar para atestar nossa adequação ao Padrão de Gestão e Transparência do Terceiro Setor.

O Padrão de Gestão e Transparência do Terceiro Setor (PGT) 2017-2018 é um conjunto de práticas e ações recomendadas para as organizações sem fins lucrativos brasileiras organizadas na forma de associações. Esse conjunto de recomendações foi desenvolvido pelo Instituto Doar com o objetivo de servir como um guia para as organizações brasileiras que buscam aprimorar seus processos internos, ampliar o grau de transparência de suas ações e, como resultado final, fomentar a confiança de doadores e apoiadores.

O Certificado de Gestão e Transparência é um atestado independente, concedido pelo Instituto Doar às organizações sem fins lucrativos que comprovam sua adequação aos critérios do PGT. Deste modo, o certificado tem como funções incentivar, legitimar e destacar o profissionalismo e a transparência nas organizações brasileiras.

Acreditamos que ter nosso padrão de gestão e transparência reconhecidos por critérios nacionais e internacionais atestam um caminho rumo à constante melhoria.

Selo Doar – Critérios

Os critérios de gestão e transparência pelos quais fomos avaliados são:

  • Causa e estratégia de atuação;
  • Representação e Responsabilidade;
  • Gestão e Planejamento;
  • Estratégia de financiamento;
  • Prestação de contas e Comunicação

Conheça o Selo Doar aqui.

E veja nossa certificação aqui: http://www.institutodoar.org/certificado-its/

Conheça outras certificações do ITS BRASIL: http://itsbrasil.org.br/quem-somos/certificacoes-e-premios/

Fab Lab LIVRE SP proporciona inovação no carnaval do CCJ

As tecnologias da indústria 4.0 e os processos inovadores disponíveis no Fab Lab LIVRE SP têm sido a cada dia mais incorporados pela população e, especialmente, pelas comunidades do entorno dos laboratórios. Durante o carnaval, não poderia ser diferente. O carnaval de rua tem ganhado maior expressão e participação de paulistas nos últimos anos e, em 18 de fevereiro de 2018, o Bloco da Tia Ruth, bloco de carnaval de rua do Centro Cultural da Juventude, irá estrear.

O bloco reúne as principais frentes culturais do Centro Cultural e irá desfilar com instrumentos produzidos com as tecnologias da fabricação digital em parceria com o Fab Lab LIVRE SP. Ao longo de 2017, foram desenvolvidas várias oficinas, promovidas pelo CCJ e a equipe do Fab Lab Livre SP. Foram oficinas voltadas para experimentação e criação de instrumentos.

Destas oficinas, surgiram instrumentos inteiramente desenhados pelos usuários e pela equipe do laboratório. Estes foram recortados na máquina de corte a laser e montados com os equipamentos da marcenaria. Os instrumentos criados e produzidos digitalmente, além de serem de baixo custo, permitem uma sonoridade próxima a dos instrumentos usados pelas escolas de samba. O processo de produção de instrumentos saiu em notícias do Jornal SP Norte e do Bom Dia SP.

Confira as notícias:
https://www.jornalspnorte.com.br/folia-tech-bloco-de-rua-do-ccj-usa-instrumentos-criados-digitalmente/
https://globoplay.globo.com/v/6478730/

Uma nova cadeira de rodas para Angélica

Maria Angélica, que tem deficiência física, foi inserida no mercado de trabalho pelo PRONAS/PcD em setembro de 2017. Ela foi contratada pela Empresário Cobrança e Gestão de Risco Ltda. como Operadora de telemarketing. Por meio da metodologia do Emprego Apoiado ela conseguiu enfim um trabalho, pois, na maioria das empresas não havia a acessibilidade arquitetônica necessária, uma vez que Maria Angélica é usuária de cadeira de rodas.

No último natal, foi surpreendida pelos companheiros de trabalho ao receber de presente uma nova cadeira de rodas. A sua havia quebrado no início de dezembro, o que a impediu de trabalhar por alguns dias, deixando-a muito incomodada em se ausentar do trabalho.

A Técnica de Emprego Apoiado Léa Mara, que acompanhou Maria Angélica em todo processo, escreveu um depoimento emocionante abaixo:

“Em Dezembro de 2017 Angélica precisou se ausentar do trabalho porque sua cadeira de rodas quebrou, impossibilitando sua locomoção.

Esta notícia mobilizou toda equipe de trabalho na empresa. Os colegas decidiram se unir com boa vontade, pesquisaram o preço e tipos de cadeiras de rodas, reuniram entre os colaboradores o valor e compraram uma cadeira nova sem a Angélica saber. Com a Surpresa pronta, a empresa cedeu um carro para buscar Angélica em sua residência para ir trabalhar. Chegando no trabalho, foi recebida pelo “Papai Noel” com uma cadeira de rodas novinha e linda – como ela mesma disse. Seus irmãos e sua mãe ficaram muito gratos com este gesto da equipe da empresa e a Angélica, ah, ela ficou tão tão feliz, agradeceu tanto, abençoou todo mundo e segue feliz seu caminho, sua vida, seu desenvolvimento profissional, sobre rodas novinhas numa cadeira super confortável. Querem saber? A Angélica vai aonde ela quiser. E sempre sorrindo!!!

Sucesso sempre para você Angélica, continue nos ensinando que a vida vale muito a pena.

Obrigada querida.”

Léa Mara do Nascimento

Veja as fotos:

ITS BRASIL inicia novos projetos de Emprego Apoiado

O ITS BRASIL está iniciando dois novos projetos de empregabilidade de pessoas com deficiência utilizando a metodologia do Emprego Apoiado. Além do projeto de São Paulo, agora teremos o projeto no ABC e Baixada Santista, também vinculados ao PRONAS/PCD – Programa Nacional de Apoio à Atenção à Saúde da Pessoa com Deficiência, do Ministério da Saúde do Governo Federal.

Antes de iniciar o trabalho, a equipe dos projetos ABC Santo André, São Bernardo e Mauá, e Baixada Santista, Cubatão e Guarujá passou por uma capacitação. A formação dos TEAS  aconteceu no início de janeiro na sede do ITS BRASIL e na instituição parceira APABB.

As atividades contaram com cerca de 28 pessoas com as mais diversas formações que residem nestes municípios, e agora vão aplicar a metodologia do EA para a inserção de pessoas com deficiência no mercado de trabalho formal.

Durante estes dias, os profissionais que já coordenam outros projetos de Emprego Apoiado pelo ITS BRASIL (e irão coordenar os novos projetos também) apresentaram a metodologia do Emprego Apoiado. Utilizaram estratégias como dinâmicas de grupo, debates e apresentações, sempre buscando demonstrar a realidade do segmento das pessoas com deficiência em relação ao emprego formal.

Embora este período de preparação tenha sido intenso, os técnicos de emprego apoiado afirmaram que foi muito produtivo e estão prontos para iniciar seu trabalho. Camila Vaz, uma das novas TEAS, afirmou que o treinamento “colaborou na construção do saber já adquirido na prática com o saber teórico ao nos inundar de informações de suma importância para compreender a luta na aquisição de direitos para a população com deficiência.” Jéssica afirma ainda que “todo conhecimento compartilhado conosco será aplicado diariamente em cada acompanhamento. Foi um treinamento dinâmico e mesmo com o curto tempo possibilitou assimilar as informações e métodos.”

Veja o registro do treinamento:

Oficina Deficiência e Sociedade

Em 14 de dezembro de 2017 o Instituto de Tecnologia Social ITS BRASIL realizou a Oficina Deficiência e Sociedade. A oficina foi realizada  na sede da CAMP OESTE na região da Lapa, para cerca de 40 profissionais que atuam como educadores e em demais setores da instituição.

Durante o encontro, as profissionais Vilma Roberto e Gisele Lima falaram sobre deficiência e os mitos que ainda existem em relação a pessoas com deficiência. Conversaram sobre os termos corretos para tratar as pessoas e formas de abordar estes cidadãos.

Vilma, que possui deficiência visual, alertou que a sociedade precisa eliminar barreiras, sejam atitudinais, arquitetônicas espaciais ou outras. Estas barreiras impedem as pessoas com deficiência de participar em plenas condições de igualdade com as demais.

Os presentes aproveitaram para tirar uma série de dúvidas sobre o tema. Muitos deles possuem pessoas com deficiência na família mas, mesmo com a convivência, ainda desconhecem o potencial destes.

Veja a galeria de fotos:

Estamos disponíveis para realizar oficinas para diversos públicos.
Informações podem ser obtidas pelo e-mail its@itsbrasil.org.br

 

Curso sobre a Metodologia do Emprego Apoiado

Em 15 dias abriremos as inscrições para nosso novo curso sobre a Metodologia do Emprego Apoiado! O curso está muito legal e dinâmico e será uma ótima experiência de aprendizado para todos! O aluno poderá entender a realidade da inserção da pessoa com deficiência no mercado formal de trabalho e a importância dessa metodologia para mudar esta realidade de exclusão que predomina ainda na sociedade.

Cadastre-se para nossa capacitação online:
http://itsbrasil.org.br/experiencias/cursos/

Conheça um pouco da metodologia em nossa galeria de cartões: