Foto de tela de notebook mostrando palestra de sensibilização de incluão da pessoa com deficiência no mercado de trabalho em tons de cinza. No canto esquerdo uma sala de reuniões com uma projeção do vídeo da reunião. À direita o rosto de Vilma Roberto, a palestrante sorrindo e abaixo uma janela com o rosto de um participante remoto, usando máscara.

Palestra do PEI Centro abre vagas para pessoas com deficiência

“Quero trabalhar com pessoas com deficiência, pode abrir minha posição”

Afirmou um dos membros da ATMOSFERA ELIS BRASIL para Daiane Silva dos Recursos Humanos, após o fim de uma palestra realizada por Vilma Roberto, responsável pela sensibilização de empresas no Polo de Empregabilidade Inclusivo – Centro (PEI Centro).

O PEI Centro realiza palestras de sensibilização, apresentando as ações do Programa Meu Emprego Trabalho Inclusivo do Governo do Estado de São Paulo e a Metodologia do Emprego Apoiado como suporte às empresas e aos profissionais no processo de inserção da pessoa com deficiência.

“O pessoal saiu bem entusiasmado. Eu acabei de sair da reunião e passei na sala de um diretor e tinham três pessoas do time falando que tinham duas posições, uma posição e que queriam focar na pessoa com deficiência.” Relatou Daiane.

Dúvidas sobe a inclusão da pessoa com deficiência

Ao final da palestra do dia 10/08/2020, houve um momento aberto para dúvidas da equipe, apresentadas a seguir.

Uma pessoa com deficiência pode ser abordada para uma medida disciplinar como qualquer outro funcionário?

Resposta: Para qualquer funcionário sempre conversar e entender as necessidades é o melhor caminho. Com as pessoas com deficiência não é diferente.  A pessoa com deficiência deve sofrer as mesmas penalidades que qualquer outro funcionário, desde que a empresa respeite as especificidades dessas pessoas.

O técnico de Emprego Apoiado conhece profundamente o profissional que está acompanhando e pode dar apoio no processo de adaptação do profissional à vaga, para que haja uma ampla compreensão de seus direitos e deveres.

O funcionário era uma pessoa com deficiência intelectual e tinha problemas em casa, pois sofria de violência doméstica e isso impactava em sua produtividade no trabalho. Como podemos dar apoio a essa pessoa?

Resposta: O poder público está despertando para isso com delegacias especializadas. Se uma pessoa com deficiência estiver sofrendo algum tipo de violência, isso deve ser denunciado da mesma forma que deveria ser denunciado se fosse contra uma pessoa sem deficiência. Os técnicos de Emprego Apoiado fazem a intermediação entre o indivíduo, a família e a empresa e podem ajudar na denúncia.

Trabalhei em um banco e um colega cadeirante era tratado de forma diferente, com toda a atenção. Com o passar do tempo ele começou a praticar fraudes bancárias, gerando grandes transtornos para a empresa e para os clientes. Minha preocupação é contratar uma pessoa sem saber do seu histórico profissional. Como proceder nesses casos?

Resposta: Ali é uma característica pessoal, essa pessoa foi desonesta como qualquer outra pessoa sem deficiência poderia ter sido. Essa contratação deve ser feita do mesmo jeito para todos. A exigência do histórico profissional, assim como de escolaridade, deve ser igual e isso não vai assegurar a qualidade do trabalho. Só existe uma forma de saber se a produção da pessoa é de qualidade, que é colocar a pessoa para trabalhar. Se der certo, deu, se não der, substitui. Isso independe de deficiência. 

É importante também que a empresa dê o apoio necessário, pois houve caso em que por falta de apoio à pessoa com deficiência foi demitida ao ser considerada como improdutiva, mas isso não era verdade. Ela foi inserida em outra empresa e hoje é super produtiva. O que ela precisava era é ser treinada, e que as pessoas da empresa não tivessem medo de chegar perto dela.

Veja também:

2 thoughts on “Palestra do PEI Centro abre vagas para pessoas com deficiência

  1. Oi Boa tarde, meu nome é Tatiane .Sou surda e falar também libras. Eu quero saber informações tem intérprete libras.

    1. Boa tarde, Tatiane.

      No Polo de Empregabilidade Inclusivo (PEI) Centro temos técnicos que se comunicam em LIBRAS. 🙂
      Se estiver buscando emprego, por favor, envie nome e telefone por e-mail (peicentro@itsbrasil.org.br) ou Whatsapp (11) 93145-8212.

      Qualquer dúvida estamos à disposição.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *