Foto das pessoas com deficiência do CEFAI que visitaram o Fab Lab LIVRE SP.

Cultura Maker e Acessibilidade andam juntas

A Cultura Maker é uma extensão tecnológica da cultura Faça-Você-Mesmo ou, em inglês, Do-It-Yourself. É uma cultura que valoriza a autonomia, a criatividade e a colaboração, empoderando as pessoas para que se tornem protagonistas em processos de criação e inovação que solucionem suas demandas individuais ou coletivas.

Através de todos os equipamentos e tecnologias disponíveis (e cada vez mais avançadas), a cultura do “faça você mesmo” promove a ideia de que todas as pessoas, podem ser inventoras, criadoras ou fazedorasmakers – e podem construir, consertar, modificar e fabricar os mais diversos tipos de objetos e projetos respondendo às suas vontades, demandas e necessidades.

O movimento maker está reunindo estes criadores e crescendo em todo o mundo com cada vez mais espaços com diferentes finalidades mas dedicados a materializar a cultura maker.

Em São Paulo, a rede Fab Lab LIVRE SP, ajuda a difundir essa cultura e exerce um importante papel de inclusão, já que traz à população da capital a possibilidade de aprender, projetar e  produzir diversos tipos de objetos, e em diferentes escalas, de forma totalmente gratuita.

Os laboratórios da rede Fab Lab LIVRE SP  tem um papel importante na democratização dos espaços públicos e são dedicados à inovação e  educação. Além das oficinas, cursos, palestras e agendamento livre, também é possível realizar visitas técnicas para conhecer melhor os equipamentos e o funcionamento do espaço.

Foi neste contexto que 40 pessoas com deficiência, atendidas pelo CIEJA – Centro Integrado de Educação de Jovens e Adultos visitaram o Fab Lab LIVRE SP Itaquera. A turma foi divida, metade das pessoas tiveram atividades na parte da manhã e a outra metade no período da tarde.

O objetivo da visita foi apresentar o laboratório, explicar as possibilidades que ele oferece e colocar a mão na massa, realizando algumas atividades práticas. A primeira atividade foi a confecção de gravações com o rosto dos alunos, utilizando a máquina de corte a  laser. Cada participante pode levar a ilustração para pintar, posteriormente, em sala de aula. Os alunos também pintaram  porta-copos, confeccionarem filtro dos sonhos e imprimiram um desenho no formato de quebra cabeça.

Além de abordar diálogos sobre a cultura maker e tecnologia, também foi apresentado aos visitantes a metodologia do Emprego Apoiado, uma tecnologia assistiva que apoia pessoas com deficiência na inserção no mercado de trabalho.

As atividades realizadas durante uma visita ao Fab Lab LIVRE SP são diversas e qualquer pessoa ou instituição pode entrar em contato para agendar uma visita técnica ao espaço.

Veja algumas fotos da visita técnica do CIEJA no Fab Lab LIVRE SP – Itaquera.

Montagem com 5 fotos da visita técnica do CEFAI no FAB LAB

Veja também:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *